Pular para o conteúdo principal

DIA DAS CRIANÇAS OFICINA DOS SENTIDOS COM SABOR E SABER


Para comemorar o Dia das Crianças fizemos oito oficinas dos sentidos aqui no nosso espaço, com crianças de 07 a 12 anos.
Como objetivos tivemos:
1-  aguçar os sentidos,
2- perceber e conhecer a importância das frutas verduras e legumes  para as nossas crianças, no cardápio do dia a dia.
3- Promover práticas saudáveis atendendo a legislação brasileira do:
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. A iniciativa de incentivo ao consumo de legumes, verduras e frutas (l,v&f) no Brasil. Documento base. Brasília, 25/05/2004.

Estamos a cada dia correndo mais e mais, sem tempo de nos alimentar adequadamente, assim como, de desfrutar a alegria que nos dá a família reunida em torno de uma mesa de refeição. Aguçar nosso paladar, olfato, visão entre outras e não temos tempo para darmos atenção  ao que comemos. Com a correria e pressões que sofremos no dia a dia e tendo de ceder à velocidade das tecnologias e outros conhecimentos que julgamos mais importantes no mundo que vivemos. Neste momento não vou comentar as conseqüências disso em nossa saúde. Focaremos valorizar a importância  da troca de experiências envolvendo a PRÁTICA do manuseio dos alimentos para transformarmos em pratos divertidos e gostosos.

Plantamos sementinhas que dão sabor e saber no coração das crianças. Acreditamos que há  necessidade de um olhar mais amplo sobre a importância da educação para o consumo responsável e o incentivo à educação da população para as escolhas alimentares e para o preparo de refeições mais saudáveis, preservando, inclusive, as formas tradicionais e regionais de preparo e realização de refeições em família, em contraposição aos alimentos fast food, prontos ou pré-prontos. Fundamental ainda é o foco e a divulgação do papel dos alimentos processados, e em especial dos ultra processados que, apesar de terem um considerável impacto sobre a saúde pública são, em grande parte, ainda não encarados devidamente pela ciência da nutrição convencional.

Preocupada com isso, como educadora, professora, pedagoga e gerontóloga , nos últimos anos tenho trabalhado aulas  com cardápios privilegiando alimentos sazonais  e  naturais. Com a consciência de professora e associada há alguns anos, do Movimento internacional Slow Food, que tem como filosofia  a educação do gosto e o alimento bom, limpo e justo e seu entendimento em saboreá-lo de forma prazerosa.
Podemos educar nossas crianças ou nossos idosos através da re-educação dos sentidos com atividades de treinamentos, principalmente "práticos", onde preparamos os alimentos e degustamos  prazerosamente; além de entendermos os benefícios que poderão trazer para o nosso organismo.
Em nossa escola de gastronomia com projetos interdisciplinares variados como:  “aprender a comer” envolvendo médicos, nutricionistas e chefes de cozinha, em  cozinha experimental,  e outros projetos com foco em algumas doenças como diabetes, obesidade ou doenças do aparelho digestivo. Nossa escola, há trinta anos, vem tendo a preocupação com a educação e a alimentação, essa é uma relação muito forte em qualquer fase  de  vida que projetamos nossa  programação de educar.
Somente quando educamos conseguimos treinar habilidades (consciência alimentar) que vão ter conseqüências por toda uma vida, que é a saúde. Nestes programas desenvolvidos há muitos anos com educação, alimentação, a cultura, o convívio nas relações de seres humanos e que vivem também de emoções.

CREME DE MANDIOCA GRATINADO

Ingredientes
500g de mandioca sem casca, cozida e amassada
1 1/2 xícara de chá de leite quente
Sal e nóz moscada ralada
100g de queijo parmesão, mussarela ralado grosso, ou queijo de Minas.
Modo de Preparo:
Em panela média coloque a  mandioca, o leite quente aos poucos e mexa sem parar até ficar um creme, coloque o sal e noz moscada, coloque em refratária grande ou individuais e polvilhe o queijo ralado. Leve ao fogo para gratinar.
Sirva quente!
Dica se quiser fazer diferente coloque 150g de mandioca e 250g de outro tubérculo ou vegetal ex: inhame, cara, mandioquinha, cenoura etc.
Para degustação com os vários vegetais manuseados, os alunos prepararam
um molho, veja a receita:
MOLHO:  com 6 colheres de sopa de suco de limão, 3 colheres de azeite de oliva, 1 pitada de sal, se gostar 1 colher de café de mostarda. Bater por 2 minutos, ficará cremoso.  HUMMMMM ! Bom Apetite!




obs.: Fotos de Alunos do Instituto Barão de Mauá (São Bernardo do Campo)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JAMELÃO / JAMBOLÃO

Fui visitar uma amiga Nair Cisotto Garcia e ela me presenteou com frutas muita saborosas mas, desconhecida por mim.

Acolhido pela curiosidade, corri para pesquisar e já fazer um doce ou outro uso,veja o que a enciclopédia me mostrou, quero dividir com vocês essa experiência.

Lembrei da pesquisadora e redadora de uma coluna do jornal O Estado de São Paulo, O Paladar, muito querida Neide Rigo, tem um blog muito especial "Come-se". Vale a pena uma visita. Nesse blog ela fala de frutas, verduras ervas etc como pesquisa e prepara receitas.

Uma frutinha que lembra azeitona, talvez jabuticaba, com um caroço grande, , mas, o sabor é azedinho e muito saboroso, perante isso tudo fui logo pesquisar alguns site e já encontrei noticias, artigos etc.
Confira:Jamelão 
O Commons possui multimídias sobre Jamelão
O jamelão, jambolão, jalão[1], joão-bolão, manjelão, azeitona-preta, baga-de-freira, brinco-de-viúva ou guapê (Syzygium cumini, ex-Eugenia jambolana Lam. ou Syzygium jambolanum DC.) é …

DIA NACIONAL DA MANDIOCA HARMONIZADO COM O CAMBUCI E SLOW FOOD

DIA NACIONAL DA MANDIOCAHARMONIZADO COM O CAMBUCI E SLOW FOOD

O Convívio Slow Food Grande ABC SP e a escola Sabor e Saber Gastronomia tem um trabalho de educação alimentar a muitos anos com seus alunos e publico frequentador de eventos, feiras e congressos acadêmicos com estudos e praticas com a mandioca e o fruto nativo no Brasil o Cambuci.

Prefeito Paulo Serra do município de Santo André

O FESTIVAL DO CAMBUCI EM PARANAPIACABA
O Festival do Cambuci de Santo André é um evento realizado pela Prefeitura de Santo André junto à Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, Secretaria de Gestão dos Recursos Naturais de Paranapiacaba e Parque Andreense, Empreendedores / Moradores de Paranapiacaba e diversos restaurantes no centro da cidade.
Este evento tem um papel importante no desenvolvimento do turismo da Vila de Paranapiacaba, reforçando a identidade cultural deste importante fruto nativo da Mata Atlântica e incentivando o desenvolvimento sustentável do local.
O fruto cambuci, pertence à…

OFICINA GASTROETEC: Gastronomia Brasileira e a Importância do Ato de Cozinhar

Oficina GASTROETEC Santa Ifigênia - SP com a Chef e Educadora Ana Tomazoni.