Pular para o conteúdo principal

Envelhecimento ativo e bairro amigo do idoso


Participei no dia 04 de agosto na Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP de um Seminário sobre envelhecimento Ativo e Iniciativas amigas da pessoa idosa.houve também o lançamento do Projeto “Bairro amigo do Idoso”, com Lei do Municipio de São Paulo, n. 14.905 de 06/02/09.
Com o auditório lotado mais de 350 pessoas , o palestrante roubava a cena era o Prof. Dr. Alexandre Kalache,brasileiro médico e pesquisador em Saúde Publica , estuda o envelhecimento há mais de 30 anos. Coordenou por mais de uma década o Programa de Envelhecimento Global da Organização Mundial da Saúde – OMG.Vive atualmente nos Estados Unidos e trabalha como assessor para o envelhecimento global da presidência da Academia de Medicina de Nova York.

A palestra do Dr. Kalache foi excelente, ele deu uma visão global da questão do envelhecimento e o que ele colocou foi bem claro: o Brasil precisa pensar um modelo de envelhecimento que contemple a todas as classes sociais. Disse que de forma geral o envelhecimento ativo, com qualidade de vida, só atinge a classe média e a elite. Falou muito na exclusão, comparou a mãe dele, uma senhora de 90 anos, que tem apenas 1 doença crônica, uma excelente vida e todos os cuidados, com a babá que cuidou dele quando criança: uma mulher de 80 anos com 9 doenças crônicas, todas mal controladas e ninguém pra cuidar dela. Falou que isso é uma injustiça enorme e que o Brasil precisa corrigir isso urgentemente. Dr. Kalache falou também sobre intergeracionalidade, para ele, os jovens precis am aprender a conviver com os idosos e vice-versa. Disse que a cultura do envelhecimento tem de passar necessariamente pela cultura da solidariedade e que precisamos aprender a valorizar nosso capital social.Para o lançamento da cidade amiga do idoso falou como tornar nossa cidade realmente amiga do idoso: calçadas adequadas, motoristas de ônibus que respeitam os passageiros mais velhos, porteiros de prédios treinados para serem amigos dos idosos etc. Tudo isso exige treinamento. Também falou muito sobre a difusão de informações de saúde, por exemplo, como forma de esclarecer mais as pessoas sobre os aspectos que podem dar mais qualidade de vida ao envelhecimento. Tocou muito na questão das políticas públicas e do treinamento e da educação em todos os níveis. Uma coisa interessante: disse que uma cidade amiga do idoso é uma cidade amiga de todos, pois haverá facilidades que contribuirão para a vida de to dos ficar melhor. Falou ainda que quando a gente fala em envelhecimento saudável não é só estilo de vida que importa. Claro que exercícios físicos e boa alimentação contam e muito, mas o que ele disse que é preciso difundir a auto-estima dos idosos e o otimismo. Para ele, os três pilares para as políticas de envelhecimento ativo se concretizar têm de passar pela saúde, participação e segurança do idoso. É preciso contemplar todos esses aspectos. Enfim, ele deu muitos dados interessantes e falou muito sobre a desigualdade que há no mundo entre os idosos da elite e os menos favorecidos.

Foi uma palestra de se aplaudir de pé, apresentada com uma linguagem simples e carismática.Na ocasião foi lançado o Boletim Instituto de Saúde, o BIS – Envelhecimento & Saúde, que traz informações e artigos interessantes sobre envelhecimento, recomendo quem gosta do assunto pesquisar na internet.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JAMELÃO / JAMBOLÃO

Fui visitar uma amiga Nair Cisotto Garcia e ela me presenteou com frutas muita saborosas mas, desconhecida por mim.

Acolhido pela curiosidade, corri para pesquisar e já fazer um doce ou outro uso,veja o que a enciclopédia me mostrou, quero dividir com vocês essa experiência.

Lembrei da pesquisadora e redadora de uma coluna do jornal O Estado de São Paulo, O Paladar, muito querida Neide Rigo, tem um blog muito especial "Come-se". Vale a pena uma visita. Nesse blog ela fala de frutas, verduras ervas etc como pesquisa e prepara receitas.

Uma frutinha que lembra azeitona, talvez jabuticaba, com um caroço grande, , mas, o sabor é azedinho e muito saboroso, perante isso tudo fui logo pesquisar alguns site e já encontrei noticias, artigos etc.
Confira:Jamelão 
O Commons possui multimídias sobre Jamelão
O jamelão, jambolão, jalão[1], joão-bolão, manjelão, azeitona-preta, baga-de-freira, brinco-de-viúva ou guapê (Syzygium cumini, ex-Eugenia jambolana Lam. ou Syzygium jambolanum DC.) é …

DIA NACIONAL DA MANDIOCA HARMONIZADO COM O CAMBUCI E SLOW FOOD

DIA NACIONAL DA MANDIOCAHARMONIZADO COM O CAMBUCI E SLOW FOOD

O Convívio Slow Food Grande ABC SP e a escola Sabor e Saber Gastronomia tem um trabalho de educação alimentar a muitos anos com seus alunos e publico frequentador de eventos, feiras e congressos acadêmicos com estudos e praticas com a mandioca e o fruto nativo no Brasil o Cambuci.

Prefeito Paulo Serra do município de Santo André

O FESTIVAL DO CAMBUCI EM PARANAPIACABA
O Festival do Cambuci de Santo André é um evento realizado pela Prefeitura de Santo André junto à Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, Secretaria de Gestão dos Recursos Naturais de Paranapiacaba e Parque Andreense, Empreendedores / Moradores de Paranapiacaba e diversos restaurantes no centro da cidade.
Este evento tem um papel importante no desenvolvimento do turismo da Vila de Paranapiacaba, reforçando a identidade cultural deste importante fruto nativo da Mata Atlântica e incentivando o desenvolvimento sustentável do local.
O fruto cambuci, pertence à…

OFICINA GASTROETEC: Gastronomia Brasileira e a Importância do Ato de Cozinhar

Oficina GASTROETEC Santa Ifigênia - SP com a Chef e Educadora Ana Tomazoni.